FAÇA SUAS DOAÇÕES ONLINE POR AQUI!
DOAÇÕES

PALAVRAS

A PALAVRA DO SENHOR TEM PODER, DEIXE ELA TRANSFORMAR SUA VIDA!

Se renda para Deus

Lucas 7: 36-50

23/03/2016

Por: Apóstolo Valdemiro Santiago

Matéria de: Victor Correa


Se renda para Deus
FOTO: Eduardo Pinto

“E rogou-lhe um dos fariseus que comesse com ele; e, entrando em casa do fariseu, assentou-se à mesa. E eis que uma mulher da cidade, uma pecadora, sabendo que ele estava à mesa em casa do fariseu, levou um vaso de alabastro com ungüento; E, estando por detrás, aos seus pés, chorando, começou a regar-lhe os pés com lágrimas, e enxugava-lhos com os cabelos da sua cabeça; e beijava-lhe os pés, e ungia-lhos com o ungüento. Quando isto viu o fariseu que o tinha convidado, falava consigo, dizendo: Se este fora profeta, bem saberia quem e qual é a mulher que lhe tocou, pois é uma pecadora. E respondendo, Jesus disse-lhe: Simão, uma coisa tenho a dizer-te. E ele disse: Dize-a, Mestre. Um certo credor tinha dois devedores: um devia-lhe quinhentos dinheiros, e outro cinqüenta. E, não tendo eles com que pagar, perdoou-lhes a ambos. Dize, pois, qual deles o amará mais? E Simão, respondendo, disse: Tenho para mim que é aquele a quem mais perdoou. E ele lhe disse: Julgaste bem. E, voltando-se para a mulher, disse a Simão: Vês tu esta mulher? Entrei em tua casa, e não me deste água para os pés; mas esta regou-me os pés com lágrimas, e os enxugou com os cabelos de sua cabeça. Não me deste ósculo, mas esta, desde que entrou, não tem cessado de me beijar os pés. Não me ungiste a cabeça com óleo, mas esta ungiu-me os pés com ungüento. Por isso te digo que os seus muitos pecados lhe são perdoados, porque muito amou; mas aquele a quem pouco é perdoado pouco ama. E disse-lhe a ela: Os teus pecados te são perdoados. E os que estavam à mesa começaram a dizer entre si: Quem é este, que até perdoa pecados? E disse à mulher: A tua fé te salvou; vai-te em paz.” Um dia, uma mulher muito pecadora chamada Maria, uma mulher desprezada, aflita, humilhada, entrou na casa de uma autoridade da cidade porque disseram para ela que Jesus estaria ali. Prostrou-se aos pés de Jesus e chorava tanto que ela molhava os pés empoeirados de Jesus com lágrimas e os enxugava com os próprios cabelos. Igreja, essa mulher tinha muita coisa para pedir, como você também tem. Todos nós temos e, por mais que venhamos a receber, sempre teremos algo a pedir. Mas ela nada podia pedir naquele momento, ela chorava aos pés do Senhor, regava com as próprias lágrimas, secava com os cabelos, beijava os pés e os perfumava com unguento valioso. Essa ação tocou o Coração do Senhor, porque Deus não rejeita nem despreza aqueles que vêm a Ele para pedir, mas aqueles que vêm diante Dele para dar o devido valor e importância, esses terão um valor maior, uma importância para Deus. Olhem para Deus como sendo suas riquezas para sua vida. Isso, em qualquer circunstância. A sociedade desprezava aquela mulher. O próprio Simão, que convidou a Jesus para sua casa, a julgava. Simão não entendia porque Jesus não se incomodava, não expulsava aquela mulher dali. Ele se considerava santo, correto, justo, sem pecados, merecedor. Por isso, ele tratou a Jesus como se fosse um deles. Eu e você não podemos tratar Jesus como um de nós, porque somos pecadores, mas Jesus é Deus. Jesus está acima de todos, você não pode olhar para Jesus como se Ele fosse um profeta, um apóstolo, um pregador. Ele é o autor da nossa Salvação. Simão não viu assim, mas a mulher pecadora viu. Isso tocou ao coração Dele. Um dia, essa mulher se viu diante da maior perda da vida dela. O irmão a quem ela amava, chamado Lázaro, morreu e, quatro dias depois da data que ela mandou chamar, Jesus chegou e encontrou todos chorando e Jesus também chorou. Mas ela deixou marcado no coração de Deus que Deus e Jesus eram importantes para ela. Quando ela chorou nos pés empoeirados de Jesus na casa de Simão e os enxugou, ela dava honrarias de rei. Ela sabia que era pecadora, mas Aquele diante dela era Santo. Ela nem teve coragem de pedir, ela só queria tocar o Coração Dele e tocou. Nem os médicos, nem os amigos, nem os grandes da cidade puderam ajudá-la, pois o irmão morreu e apodrecia. Jesus lembrou que, quando ela ainda era uma pecadora, ela se prostrou aos pés Dele e O reconheceu como sendo Senhor sobre todos. Ele foi lá e só pediu uma coisa para a família. Não pediu que dessem três pulinhos, fizessem algum ritual macabro ou sacrificassem um bem, um automóvel, uma fazenda. Ele só pediu que tirassem a pedra. Ele, com o poder que tem, poderia com um simples olhar, remover aquela pedra, mas isso é a parte que nos cabe. Para alguns, a dúvida, para outros, o pecado, a hipocrisia, a falsidade, o vício. A pedra na vida de cada um é o que nos impede de ser abençoados. É preciso que você saiba qual é a pedra que atrapalha você. Ele não pediu muita coisa e tem poder para mudar sua vida hoje. Não é preciso você se tornar religioso, com rituais, simpatias. Não, basta você olhar para Ele como o Maior de todos. O único que pode fazer milagres, que pode salvar. Ele falou para Marta tirar a pedra. Ela disse que cheirava mal, porque fazia quatro dias. Quatro dias no túmulo realmente cheira mal. Todas as células danificadas. Só que Ele é o autor da vida, Ele não precisa que você acenda umas velas ou suba escadarias de joelhos, a parte que Ele deixou para que fizéssemos é remover a pedra. E quando Marta removeu a pedra, mesmo com dúvidas, Ele então chamou Lázaro, que há quatro dias estava morto e cheirava mal, mas porque um dia, uma de suas irmãs, Maria, havia se prostrado aos pés de Jesus, enquanto vivia ainda no pecado, na prostituição, mas resolveu se prostrar aos pés de Jesus. Aquilo marcou a vida Dele e, por causa daquilo, Ele devolveu a vida ao irmão que estava há quatro dias morto. Ela demonstrou que cria em Jesus. Porque crer em Jesus não é só glorificar quando se recebem benefícios, quando a conta bancária está bem, a família unida e saúde para dar e vender. Crer em Jesus é em qualquer circunstância. Por mais que você esteja aflito, não perder a esperança e saber que Ele controla tudo em sua vida. É assim que você tocará o coração Dele. Mas isso é só para abrir a mensagem. Nossa leitura é em Jó, capítulo 9. Todos já ouviram falar de Jó. Ele era muito maior e mais justo que todos nós, era muito afinado com Deus, mas teve também momentos difíceis, como eu e você já tivemos e, eventualmente, ainda podemos ter. Mas Deus nunca vai deixar de nos ouvir se entendermos que Deus está acima de tudo e de todos e vivermos isso. Se você se apegar a Ele com todas as suas forças e não abrir mão da esperança, da fé, do amor, aprender a amar a Deus acima de todos e ao seu próximo como a ti mesmo, respeitando a vontade das pessoas, os direitos das pessoas, e se prostrar diante Dele nas madrugadas, no momento que você mais precisar, você pode estar sozinho, distante de todos, que se você abrir a boca e falar com Deus, Ele vai te responder, te atender. Jó prosperou tanto que a bíblia diz que não havia como ele, que era o maior de todos os homens do Oriente. Ele tinha tudo e Satanás, quando viu que Jó tinha tudo, ele começou a passar perto de Jó e da família de Jó. Satanás ainda tem a mesma prática. Vai chegar um dia que ele nunca mais vai poder te atormentar, nem a qualquer pessoa, será trancado no inferno para sempre, mas ainda hoje, seus demônios afligem e perturbam a humanidade, com pestes, com guerras, com epidemias, com misérias, com ódio, com todo tipo de imundície, porque ele tem um único projeto, que é jogar você e eu contra Deus. Satanás não quer que eu e você venhamos a sentir desânimo, ele quer que tenhamos medo ou raiva ou mesmo dúvidas com relação ao nosso Deus. Ele quer nos separar de Deus. Porque se ele separar você de Deus, ele vai voltar a infernizar sua vida, que será de tristeza e desgosto. Mas se ele não conseguir separar você de Deus, ele vai ter de assistir sua vitória e contemplar sua alegria. Ele consegue separar alguns de Deus. Naquele tempo, o grande projeto dele era fazer Jó blasfemar. Ele se apresentou junto dos filhos de Deus. Deus deu a ele testemunho em favor de Jó, que adorava a Deus nas madrugas e, quem adora a Deus nas madrugadas, toca o coração de Deus. Jó adorava a Deus sempre.

Quer marcar o coração de Deus? Mesmo nos momentos difíceis, acorde de madruga. Você pode até pedir, mas primeiro, adore.

Davi no Salmo 34 disse uma vez, quando estava perturbado, com problemas, fingindo-se de maluco: “Louvarei ao SENHOR em todo o tempo; o seu louvor estará continuamente na minha boca. A minha alma se gloriará no Senhor; os mansos o ouvirão e se alegrarão. Engrandecei ao Senhor comigo; e juntos exaltemos o seu nome. Busquei ao Senhor, e ele me respondeu; livrou-me de todos os meus temores. Olharam para ele, e foram iluminados; e os seus rostos não ficaram confundidos. Clamou este pobre, e o Senhor o ouviu, e o salvou de todas as suas angústias. O anjo do Senhor acampa-se ao redor dos que o temem, e os livra. Provai, e vede que o Senhor é bom; bem-aventurado o homem que nele confia. Temei ao Senhor, vós, os seus santos, pois nada falta aos que o temem.” (Salmos 34:1-9). Ou seja, falar bem do Senhor o tempo inteiro. Aparentemente, ele não tinha motivos para falar isso porque estava sofrendo e todos sabem a história de Davi. Quando ele partiu para a glória, foi próspero, farto de dias e será sempre lembrado. O próprio Deus disse que achou a Davi segundo seu próprio coração. Jó acordava de madrugada, orava e oferecia sacrifício pelos filhos, pois pensava se tinham ofendido a Deus. Satanás disse a Deus que Jó era fiel porque Deus dava tudo para ele. Satanás disse que Deus mantinha ao redor de Jó uma cerca. Nisso, o próprio diabo sugere que, se adorarmos a Deus sempre, Deus cercará nossa vida e impedirá que Satanás toque nas nossas vidas sempre. No caso de Jó, Deus permitiu que Satanás tocasse a vida nele e em seus bens, porque sabia que acima de tudo estava o amor de Jó por Deus. O diabo disse que se Deus tirasse o que Jó possuía, Jó blasfemaria contra Deus, mas Ele sabia que Jó não faria isso. Deus nos conhece e ninguém engana a Deus. Se você quer tocar o coração de Deus, não coloque ninguém com a mesma importância de Deus, nada na sua vida pode ter a mesma importância que Deus. Se Deus for colocado em primeiro plano na sua vida, você terá tudo com Ele. Deus não tocou em Jó, deu a permissão a Satanás, que tirou tudo. Filhos, saúde, bens. Jó e a mulher começaram a sofrer. Jó sofria muito, mas a mulher dele também sofria. É comum falarmos do sofrimento de Jó, mas se o marido perde tudo o que tem, sofre a mulher também. Se o marido fica doente, a mulher também sofre. Porém, ele sofreu mais, mas era diferente da mulher dele. Quando ela não aguentou mais, disse para que ele amaldiçoasse a Deus e morresse. Mas Jó chamou a própria esposa de doida. Ele não tinha nenhuma bênção para contar, nenhum testemunho para dar, não tinha mais o conforto de antes, os filhos que enchiam a mesa dele nos jantares e banquetes, o sorriso da esposa, o abraço, o beijo, o carinho, pelo contrário, a mulher dele o desprezou, os próprios amigos de antes, não eram mais amigos, porque o mundo é assim, quantos foram nossos amigos no passado e não são mais. Mas Deus é diferente, se você amar a Deus, adorar a Deus e investir em sua relação com Deus, quando ninguém mais quiser estar perto de você, pode clamar que Deus vai estar, pode falar com Ele que Ele vai te ouvir. A mulher de Jó o desprezou, mas Deus não. Ele não sabia nem entendia o que estava acontecendo, não lembrava de nenhuma reação grave que ele tivesse feito para desagradar a Deus. É que Satanás queria causar inimizade entre Jó e Deus. Se ele não conseguir te jogar contra Deus, saiba que ele nunca vai conseguir jogar Deus contra você, então não deixe ele te jogar contra Deus. Nunca atribua suas derrotas e fracassos a Deus, Deus não tenta a ninguém, diz a bíblia. “Ninguém, sendo tentado, diga: De Deus sou tentado; porque Deus não pode ser tentado pelo mal, e a ninguém tenta. Mas cada um é tentado, quando atraído e engodado pela sua própria concupiscência.” (Tiago 1:13,14). Então, quando Jó estava aflito, sem esperança, ele disse no capítulo 13, versículo 15: “Ainda que ele me mate, nele esperarei; contudo os meus caminhos defenderei diante dele.” (Jó 13:15). Mesmo que eu venha a morrer, não vou mudar meu jeito, não vou trair a Deus, O deixar de adorar. A prova disso é que, quando Jó recebeu a última notícia ruim, ao invés de xingar, de murmurar, de blasfemar, ele se ajoelhou e adorou. Ele não tinha mais nenhum motivo aparente, mas essa é a relação que eu e você temos de ter com Deus. Não falo de religião, porque tem muitos religiosos nesse mundo que nunca conheceram a Deus. Igreja, Deus é importante, Ele conhece você e diz que quer ser importante para todos nós. Você terá momentos nessa vida que vai procurar seus líderes, seus amigos, ninguém saberá onde você está, o que você passa, mas se no seu coração, você adorar a Deus, Ele vai provar que está junto com você e tocará sua vida. Pode ter certeza disso. E, no começo do capítulo nove, veja como fala uma pessoa, que não sabia mais o que fazer, diz quando acredita e ama a Deus. Jó disse na aflição que Deus é sábio de coração e grande em poder. Que coisa. Um homem ferido, desprezado, abandonado, no limite, confessou que Deus é sábio de coração e grande em poder. Ele continua para dizer quem discutiu com Deus e teve paz? Igreja, um homem doente, leproso, canceroso, cheio de chagas, desprezado pela mulher, com os filhos mortos, tão aflito, que chegou a dizer que Deus estava diante dele e não percebia, que Deus passava por ele e não o via. Afirmava que, mesmo aflito, Deus passava por ele. Não viu o que vemos nesta obra, nem sentia o que sentimos, pois ele sentia dores, desprezo, humilhação. Não havia pastores diante dele pregando para se animar. Os que eram amigos dele, apareceram para o acusar, julgá-lo, procurando erros sem encontrar. Às vezes, não entendemos porque as adversidades, as dificuldades, as barreiras. Jesus deu aula sobre isso. Perguntaram uma vez para Jesus se quem pecou foi o cego ou foram os pais e Jesus disse que nenhum, senão que aconteceu para que se manifestasse a glória e o poder de Deus. “Jesus respondeu: Nem ele pecou nem seus pais; mas foi assim para que se manifestem nele as obras de Deus.” (João 9:3). Quando Jesus recebeu a notícia da situação de Lázaro, Jesus disse que a doença não era para a morte, mas para a glória de Deus. Ele não estava errado, não erra e, quatro dias depois, chegou lá para colocar Lázaro para andar. Ele diz que o problema que, porventura, você esteja enfrentando, é para a glória de Deus na sua vida. E sempre que você se ajustar com Ele e confessá-Lo como senhor da sua vida, Ele vai transformar suas lágrimas em riso e suas noites em sol, fará as pessoas olharem para você e dizerem que Deus é com você em sua vida. Um dia, quando não havia mais nada para retirar-se de Jó, em seu limite, mesmo antes tendo sido um homem de grande sucesso, Jó se lembrava do que tinha, dos méritos que recebia, de como todos o respeitavam e ele desceu a um ponto que nem a mulher dele o respeitava mais. E ele mesmo nesse estado, se lembrou de orar e orava pelos amigos. Amigos entre aspas. Já ouvi pregador dizer que pessoas enfermas não podem orar por ninguém, que pessoas desempregadas ou de baixo salário não podem orar. Não tem nada a ver uma coisa com a outra, Jó estava leproso, canceroso, sem condições nenhumas ou estados e orava pelos amigos. O que leva uma pessoa nessas condições a orar por outra pessoa é ter a certeza de que existe um Deus. E Deus mudou a sorte de Jó enquanto ele orava pelos seus amigos. Antes de perder tudo, Jó era o homem mais rico do oriente, mas depois, porque ele não desprezou, não deixou de amar e respeitar a Deus e, na aflição, lembrou de orar pelos outros, Deus deu o dobro do que ele possuía. Se antes, Jó era o maior do oriente, passou a ser o maior do mundo. Para desfrutar, Jó viveu cento e quarenta anos e Deus deu a ele mais dez filhos. Eu imagino, nesses cento e quarenta anos que ele viveu depois, na fartura, na riqueza, na alegria, todos olhavam para ele, inclusive a própria esposa. Quando Jó perdeu todos os filhos, como você imagina que são as forças deles, mas Deus deu poder e controle a todos os bens em dobro. No salmos 112, 3 diz: “Prosperidade e riquezas haverá na sua casa, e a sua justiça permanece para sempre.” (Salmos 112: 3). Muitos são ricos, mas não são prósperos, não tem sossego, não tem paz. Tem pessoas que são prósperas, tem tudo e tem a paz que emana do trono da graça de Deus. Jó então viveu mais cento e quarenta anos. Talvez você se ache velho, mas ninguém aqui teve a idade de Jó quando ele teve esses problemas. E, por mais que você tenha problemas, não chegou ao estado de Jó, nem vai chegar. Mas receba o que te digo, coloque Deus acima do seu marido, da sua esposa, dos seus patrões, do que seus bispos e apóstolos. Coloca a Deus sobre tudo e nunca deixa de adorar. Quando você menos esperar, Deus dará alívio para você. Abra seu coraçãozinho, entregue-se a Deus, Ele vai cuidar de você. Amanhã, provavelmente você não me verá próximo, mas Deus estará sempre com você. Valdemiro é homem como você, mas Deus é digno de ser adorado, não adore homens, adore somente a Deus. Se você falar com Deus, Ele vai te escutar. Eu empenho a minha vida para te dizer que quando você estiver milhares de quilômetros de mim e da bispa, Deus estará no seu carro. Tenho certeza absoluta disso, Ele vai te ouvir.

MAIS PALAVRAS

”Assim, em tudo, façam aos outros aquilo que você gostaria que fizessem a você, para isto resume a Lei e os Profetas”

Mateus 7:12
  • BRADESCO | CNPJ: 02.541.710/0001-54 AG: 98 CC: 99002-7
  • BANCO DO BRASIL | CNPJ: 02.415.583/0001-47 AG: 1512-1 CC: 4176-9
© 2020 Igreja Mundial do Poder de Deus. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Nativa Desenvolvimento